Menu Escute a rádio online | Cuiabá

Notícias

MT foi um dos Estados que mais demorou a combater 2ª onda, diz Ipea

Publicado por Giro Conti em 13/05/2021 às 11:27

 

Do Gazeta Digital

Uma nota técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrou que Mato Grosso foi um dos 3 estados que mais demorou a implantar medidas para combater a 2ª onda da covid-19. Segundo o documento, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins fizeram até mesmo o relaxamento das ações preventivas, mesmo com o aumento acelerado das mortes pela covid-19.

O documento foi divulgado pela Veja em uma matéria no fim de semana. Apesar da situação ter sido mais grave nos 3 estados, pelo menos 22 governos estaduais só decretaram medidas de distanciamento social após as taxas de mortes aumentarem e os hospitais estarem à beira do colapso.

Além de demorar para decretar medidas restritivas, os governadores também impuseram menos rigor durante a 2ª onda, mesmo ela tendo muito mais mortes do que na 1ª fase da pandemia no país.

 A matéria cita que nem mesmo o colapso da saúde no Amazonas, em janeiro, serviu de alerta aos gestores estaduais. Os únicos que se adiantaram foram Acre, Ceará e Espírito Santo, apesar de terem tomados medidas menos rígidas do que as aplicadas em 2020.

"A população também não aderiu às medidas como havia feito em 2020. Embora a pandemia se manifeste de forma mais grave neste ano, os níveis de isolamento registrados em março foram 30% menores do que os do mesmo período do ano passado", diz trecho da reportagem.

Na nota o Ipea recomenda aos Estados adoção de planos com "critérios claros, objetivos, transparentes e abrangentes para o enrijecimento ou o relaxamento das medidas" de distanciamento social. E que ter esses critérios bem definidos "torna menos provável a influência de pressões contrárias à medidas rígidas de distanciamento social".

Localização

Rua San Salvador 173, Jardim das Américas, 78060-614 Cuiabá-MT
Fone: (65) 3642-3947
[email protected]
Rádio A Voz D'Oeste Limitada - CNPJ 03.461.407/0001-04

Sitevip Internet