Menu

Redes Sociais

Notícias

Retrospectiva: Os 18 momentos mais marcantes do pop em 2018

Publicado por FOTO: Divulgação em 28/12/2018 às 09:35

Sim, 2018 chegou ao fim… Desde o primeiro dia do ano o Portal POPline tem sido dedicado em atualizar tudo o que acontece no mundo pop. Fazendo uma retrospectiva, há alguns momentos que se destacaram e definiram o ano. Se separássemos os acontecimentos em capítulos de um livro sobre o ano, daria para fazer um bom apanhado com os tópicos abaixo. Listamos tudo o que mais gerou notícia, comentários, que bombou nas redes sociais e contou uma histórica única, que será lembrada pra sempre!

Confira nossa retrospectiva com os 18 momentos mais marcantes do pop em 2018:

1. Muita coisa aconteceu com a Ariana Grande…


Um ano ficou parecendo vários para a Ariana Grande. Tanta coisa aconteceu que fica até difícil resumir! Mas vamos lá… O ano começou a expectativa para o lançamento do novo álbum da cantora, vindo após um momento delicado de superação do atentado que aconteceu em seu show de Manchester, em 2017. A espera acabou com o lançamento de “no tears left to cry” no dia 19 de abril, servindo como primeiro single do álbum “Sweetener”, que chegou em agosto. A recepção foi muito positiva, emplacando os singles (incluindo “God Is A Woman) no top 10 da parada Billboard Hot 100, a principal nos Estados Unidos. Já o álbum estreou no topo da Billboard 200. Nesse tempo, a vida pessoal também estava agitada. Em maio ela anunciou o término com Mac Miller. “Eu o respeito e o adoro infinitivamente e sou grata por tê-lo em minha vida, de qualquer forma, em todos os momentos, não importa como nossa relação mude e o que o universo reserve para cada um de nós”, escreveu ela em carta aberta.

No final do mesmo mês, já surgiram os primeiros rumores sobre o novo relacionamento, dessa vez com o comediante Pete Davidson. Os rumores estavam certos e eles acabaram assumindo. No entanto, o rapaz não foi tão popular entre os fãs da cantora. Era comum que ele fizesse piadas sobre situações íntimas ou até outros assuntos de mau gosto, incluindo sobre o atentado de Manchester. Mesmo com as críticas, Ariana parecia realmente satisfeita. Prova disso é que eles noivaram em junho, assustando com a velocidade que o status evoluiu. Quando tudo parecia bem, uma tragédia aconteceu: a morte de Mac Miller, aquele ex-namorado que ela terminou em maio, por uma overdose. Foi um furacão emocional para a cantora, que decidiu tirar um tempo de pausa para cuidar de sua saúde mental. Pouco tempo depois, o noivado com Pete não resistiu, terminando no dia 14 de outubro (pelo menos publicamente).

Quando parecia que Ariana poderia estar mais frágil, recuada profissionalmente, ela deu a volta por cima e prova disso está no lançamento do novo single “thank u, next”, em novembro, já como carro chefe um novo álbum de inéditas. A música fala sobre como é grata por todos os relacionamentos que passaram. Agradou, e muito, passando várias semanas em primeiro lugar na parada Billboard Hot 100. O ano termina aproveitando o sucesso, com uma turnê e álbum na expectativa para o próximo ano. Uffa! Deu pra resumir? Realmente foi muita coisa!

2. Posicionamento dos artistas nas Eleições


O ano de 2018 foi marcado pelas Eleições que escolheram o novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Acontece que esse sempre foi um nome polêmico, se posicionando claramente contra os direitos LGBTQ+ e das minorias em geral. Na campanha, as coisas estavam acaloradas. Fãs de música pop cobravam posicionamento dos seus artistas favoritos contra Bolsonaro, ajudando a proteger a causa. Enquanto nomes como Pabllo Vittar, Daniela Mercury e até outros internacionais como Dua Lipa não hesitaram ao apoiar a campanha #EleNão, outros preferiam se abster. Enquanto no pop a tendência era ir contra a Bolsonaro, automaticamente apoiando a causa das minorias, em outros meios, como o sertanejo, a tendência era contrária. Marília Mendonça, por exemplo, teve que se retratar após aderir ao #EleNão.

3. Lady Gaga é uma estrela do cinema


No dia 11 de outubro estreou nos cinemas o filme “Nasce Uma Estrela”, estrelando Lady Gaga e Bradley Cooper. A recepção foi muito positiva, tanto em sucesso de críticas, quanto bilheteria. Sua atuação foi aclamada. “Com um conjunto de ótimos trabalhos técnicos, seja na iluminação, trilha sonora original, atuação, direção, produção ou qualquer aspecto técnico, Nasce Uma Estrela é um filme que deve despertar as mais diversas emoções em seu espectador”, afirmou o Observatório do Cinema. Ela foi indicada ao Globo de Ouro e é uma das mais cotadas para o Oscar. Outro destaque ficou para a trilha sonora, principalmente com “Shallow”, que ganhou indicação ao Grammy e figurou nos primeiros lugares das paradas mundiais, incluindo o primeiro lugar no Reino Unido.

4. Cardi B vs. Nicki Minaj


Por muito tempo, Nicki Minaj era a diva soberana do hip-hop femino. Até Cardi B aparecer… Seu sucesso foi rápido e implacável, emplacando topos na parada Billboard Hot 100. De início, a rivalidade parecia somente uma questão musical, ensaiando uma paz com a parceria na música “MotorSport”, do trio Migos (essa própria sendo motivo de confusão nos bastidores). No entanto, ficou claro que a coisa era pessoal e o momento mais fatídico foi no dia 7 de dezembro, quando elas se envolveram em uma briga pública em um evento de moda da Harper’s BAZAAR em Nova York. De acordo com as informações obtidas pelo TMZ, Cardi B saiu “agressivamente de sua mesa” em direção à Nicki Minaj. Ela gritou: “Deixa eu te dizer uma coisinha”… Os seguranças tentaram apartar a situação, mas Cardi conseguiu jogar um sapato em Minaj, não acertando. Acabou que Cardi saiu com um galo na cabeça, possivelmente causado por um segurança. Nas redes sociais, Cardi B desabafou, afirmando que a briga foi pela rival ter envolvido o nome da sua filha. “Mas quando você menciona minha filha, você escolhe curtir comentários sobre mim como mãe, fazer comentários sobre minhas habilidades para cuidar da minha filha é quando todas as apostas estão acabando! Eu trabalhei duro e cheguei longe demais para deixar alguém foder com o meu sucesso”, escreveu.

5. Demi Lovato sofre overdose


No dia 24 de julho o mundo pop ficou preocupado quando Demi Lovato foi hospitalizada às pressas com uma suspeita de overdose. Em uma festa com amigos na sua própria casa, ela abusou do uso de drogas e sofreu sérias consequências. Em junho, ela já tinha afirmado que não estava mais sóbria com a música “Sober”. Em março ela comemorava 6 anos de sobriedade. Após alguns meses recolhida em uma clínica de reabilitação, ela termina o ano aparentemente bem e recuperada.

6. Beyoncé é destaque


O cenário pop foi impactado no mês de março do dia 14 de abril, quando foi a primeira mulher negra a ser atração principal do festival Coachella. Esse foi um dos shows mais marcantes do ano, sendo visto até como histórico pela mídia especializada. Com reunião do Destiny’s Child, visual impecável, coreografias impactantes e elementos de palco ousados, o show deu o que falar. Outro momento de destaque foi quando ela entrou em turnê com seu marido JAY-Z na “On the Run II Tour”, lançando de surpresa no dia 16 de junho o álbum conjunto “Everything Is Love”, incluindo o clipe “APES**T”.

7. Ascensão da carreira internacional de Anitta


A carreira internacional de Anitta começou em 2017 com o lançamento de “Paradinha”. Seguindo pelo projeto “Checkmate” e o sucesso de “Downtown”, com J Balvin. Em 2018 o projeto teve continuidade com o lançamento de músicas como “Medicina” e “Veneno”. Sua presença já era forte em atrações internacionais, incluindo as premiações EMA, Latin AMAs, Grammy Latino e Premio Lo Nuestro, fazendo performances e também levando troféus em algumas delas. Anitta também marcou sua estreia como técnica do “La Voz”, o The Voice do México.

O ano terminou com a promessa do que pode ser um dos maiores passos para sua carreira internacional, uma parceria com Madonna. As duas estiveram juntas em estúdio em Nova York, a convite da Rainha do Pop, que está preparando um álbum novo. “É sempre divertido encontrar amigos talentos e lindos no estúdio”, escreveu Madonna ao postar uma foto das duas juntas no Instagram. “É um momento muito especial da minha vida e da minha carreira”, afirmou a brasileira. Se a revelação de uma foto já causou impacto em 2018, imagine a música?!

8. Paz entre Taylor Swift e Katy Perry


Foram anos de rivalidade, impulsionada com a música “Bad Blood”, lançada por Taylor Swift em 2014, que supostamente falava o quando Katy era “sangue ruim”. 2018, no entanto, foi o ano das pazes. Isso foi revelado quando Taylor publicou nas redes sociais que recebeu um ramo de oliveira, que tradicionalmente representa uma oferta de paz e reconciliação, escrevendo “Obrigada, Katy”. “Olá, velha amiga – Tenho refletido nos nossos problemas de comunicação e nos ressentimentos entre a gente. Eu realmente quero esclarecer as coisas. Sinto muito”, dizia o bilhete de Katy. Que continue selada a paz!

9. Fifth Harmonty anuncia hiato


19 de março marcou o hiato (fim?) do Fifth Harmony. Já como um quarteto após a saída de Camila Cabello, o último álbum do grupo não teve o desempenho comercial esperado. A decisão foi mútua, atendendo a vontade das integrante de seguirem em carreira solo. “Estamos todas muito animadas e gratas por usar esse tempo para aprender e crescer de forma criativa e nos encontrarmos como indivíduos”, escreveu o grupo em carta aberta.

10. Que Tiro Foi Esse, Malandra?


Que Tiro Foi Esse? Jojo Maronttinni surprendeu por superar artistas veteranos e ter o hit do carnaval de 2018. Nas redes sociais, inclusive de famosos, a música se tornou viral, trilha sonora dos mais diversos vídeos. Jojo quebrou paradigmas de padrões de beleza e de classes sociais, representando minorias. Sua primeira grande aparição foi no clipe de “Vai Malandra”, da Anitta. Essa música, por sinal, dividiu os holofotes com “Que Tiro Foi Esse?” como hit do carnaval, sendo tema frequente de fantasias e festas.

11. BTS continua representando o K-Pop e quebrando recordes


O K-Pop (pop da Coréia do Sul) deixou de ser um fenômeno local e em 2018 o maior representante foi o BTS. Alguns recordes foram obtidos. Um deles o clipe mais visto em 24 horas com “Idol” (posteriormente superado por Ariana Grande). Os meninos também ocuparam o posto de conta de Twitter com o maior número de engajamentos, registrado no Guinness Book. Isso pra citar só alguns dos várias recordes!

12. Azealia Banks causou polêmica no Brasil


Azealia Banks é conhecida por ser muito polêmica e sua passagem pelo Brasil em novembro não poderia ser diferente. Enquanto tudo parecia bem, com a rapper realmente entrosada com o clima do país, o problema surgiu no show que ela faria em Fortaleza. Sua decisão foi por não se apresentar. O motivo? Ela não aceitou super ao palco antes que Pabllo Vittar, já que é uma cantora internacional e, segundo ela, merecia destaque. Mais tarde, ela veio afirmando que a produtora não honrou com o contrato, que garantia que ela seria atração principal, além de não receber tratamento adequado. “Não tinha nem água o suficiente no camarim”, reclamou ela. Revoltada com os comentários negativos nas redes sociais, ela chegou a afirmar que nunca mais voltaria ao Brasil. “Já tive o suficiente com gays brasileiros me xingando com inglês mal falado e me implorando por sabonetes e ingressos de graça”, soltou.

13. Spice Girls anuncia retorno aos palcos


Não dá pra negar que as Spice Girls marcaram os anos 90. Quem não se lembra de hits como “Wannabe” ou “Say You’ll Be There”? Os mais saudosos sempre esperam por um retorno, algo que se tornou concreto em 2018. A girlband britânica criou uma conta oficial no Instagram no dia 5 de novembro e anunciou para o mundo que fará uma turnê pelo Reino Unido em 2019. É a primeira vez em dez anos que elas montam uma agenda de shows. Os shows começarão em 1º de junho, em Manchester.

14. Rouge mais unido do que nunca


Enquanto em 2017 o Rouge voltou aos palcos, 2018 marcou o retorno definitivo, com material inédito. No dia 8 de agosto elas lançaram o EP 5, primeira coleção de músicas inéditas em 13 anos. O destaque ficou com o single “Dona da Minha Vida”, que tem um clipe com mais de 10 milhões de visualizações no YouTube. Um álbum está planejado para 2019. O grupo também marcou o ano com a turnê comemorativa de 15 anos, apresentando uma produção inédita que fizeram os fãs voltarem no tempo.

15. Katy Perry feat. Gretchen

Em julho de 2017 Gretchen foi estrela do lyric video de “Swish Swish”, hit da Katy Perry. Desde então, o encontro das duas estrelas era muito esperado. Isso foi se consolidar no dia 17 de março, quando Gretchen subiu ao palco da “Witness Tour” em São Paulo. O momento foi divertido e um dos mais comentados!

16. Um ano de mudanças para Taylor Swift


Enquanto Taylor Swift viajava o mundo com sua “Reputation Tour”, batendo recordes de público, ela decida uma grande mudança para sua carreira. Com o fim do contrato com a Big Machine Records, onde começou a carreira ainda no country, ela resolveu mudar de gravadora e assinou com a Republic Records após intensas negociações. “É fascinante para mim que eles – e o time da UMG – serão minha família, minha gravadora, daqui em diante. É também incrível saber que eu serei dona de todas minhas gravações ‘masters’ a partir de agora. É realmente importante para mim ter olho no olho com gravadora sobre o futuro de nossa indústria”, escreveu ela em carta aberta.

17. O casamento de Justin Bieber e Hailey Baldwin


Esse casamento foi envolto em mistério, gerando muitas notícias e comentários. Não se sabe exatamente quanto e como aconteceu, mas a Hailey agora assina como “Hailey Bieber” e eles já se tratam como marido e mulher, não há mais dúvidas. Fontes afirmam que ainda vai ter uma grande festa religiosa, já que por enquanto só foi oficializado em cartório.

18. Menção especial: In memoriam


Por último, mas não menos importante, lembramos o legado de grandes artistas que se foram em 2018. Com apenas 28 anos, o DJ Avicii morreu em abril, vítima de uma forte depressão e suposto suicídio. Em agosto, aconteceu uma das mortes mais sentidas. Aretha Franklin, a rainha do soul, morreu aos 76 anos após uma longa batalha contra um câncer no pâncreas. Seu legado é único para a música e será lembrado eternamente.

Em setembro o rapper Mac Miller não resistiu à overdose, com 26 anos. Outro rapper foi XXXTentacion, que foi baleado enquanto visitava uma concessionária. Ele tinha apenas 20 anos e era polêmico, chegou a ser preso após acusações de agressão. Outro nome polêmico que fez sua passagem foi Mark Selling (35), que ficou famoso pela série “Glee”. Seus últimos anos foram envolvidos em caso de pedofilia.

Outros nomes importantes que se despediram foram Dolores O’Riordan, Dona Ivone Lara, Mr. Catra e Ângela Maria.

Fonte: http://portalpopline.com.br/retrospectiva-os-18-momentos-mais-marcantes-do-pop-em-2018/

Localização

Av. Historiador Rubens de Mendonça 1731 - Bosque da Saúde
CEP: 78050-000
Fone: (65) 3642-3947
contato@radioconti.com.br

Sitevip Internet