Menu Escute a rádio online | Cuiabá

Notícias

Vacina? Você toma se quiser

Publicado em 03/09/2020 às 15:39


Enquanto o mundo luta para disponibilizar o mais rápido possível as vacinas contra a Covid 19 e entrega o Programa Nacional de Imunização para um veterinário, o próprio governo muda a orientação para as campanhas de vacinação no Brasil quando o próprio presidente disse que “toma a vacina quem quiser” e que daqui em diante nada será obrigatório em matéria de vacinação.
Bom lembrar que o andamento da Encomenda Tecnológica do Governo com a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca que projetaram a vacina que leva a denominação da própria Universidade. 
O contrato celebrado entre as organizações estrangeiras e a Fundação BioManguinhos, com um investimento superior a 520 milhões de reais para a modernização do parque fabril de imunobiológicos, visa produzir mais de 100 milhões de doses da vacina e dar um novo patamar tecnológico ao Brasil.
A modernização era indispensável para que a transferência de tecnologia pudesse ser implementada com os equipamentos indispensáveis à produção do imunizante e, ainda, acionando produtores brasileiros de outras áreas, como embalagens, frascos de retenção, seringas e agulhas, ou seja, ativando o parque industrial dessa área do conhecimento para elevação da atividade industrial.
“Vacine quem quiser” pode ser uma péssima ideia, pois, lança por terra um esforço de décadas que faz o Brasil ser modelo mundial em matéria de imunização de massa. 
Essa contradição é incompreensível num momento em que a demanda mundial por vacinas contra a Covid 19 resume o desejo de quem deseja sobreviver à doença com algum nível de segurança.
QUANDO VOCÊ CUIDA DE VOCÊ SEGUINDO AS ORIENTAÇÕES, VOCÊ PROTEGE VOCÊ, SEUS FAMILIARES E SOCIEDADE EM QUE VOCÊ VIVE.
PROTEJA-SE!

Localização

Rua San Salvador 173, Jardim das Américas, 78060-614 Cuiabá-MT
Fone: (65) 3642-3947
contato@radioconti.com.br

Sitevip Internet