Menu Escute a rádio online | Cuiabá

Notícias

Prefeito protocola recurso contra isolamento da capital

Publicado em 26/06/2020 às 15:45



Emanuel Pinheiro, prefeito da capital, dá uma pancada no cravo e outra na ferradura, ou seja, busca agir em duas frentes de forma concomitante: uma na Justiça e outra na própria administração pública ao determinar à Procuradoria Geral do Município que elabore o decreto em relação às medidas restritivas.
Em defesa da autonomia do município o prefeito alegou que a taxa elevada de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva na capital estão sobrecarregadas por gente do interior, ou seja, o prefeito revela uma visão obtusa do Sistema Único de Saúde onde o próprio nome indica a necessidade de solidariedade interna para que o sistema funcione.
Assim, uma cidade rica, que disponha de mais leitos de UTI e de equipes técnicas deve acolher aqueles que não tem, uma lógica interna de um Sistema que o ex-deputado e prefeito deveria ter aprendido ao longo de sua vida pública.
O SUS altruísmo interno, ou seja, busca nivelar o sistema para que possa atender ao preceito constitucional de que a saúde é dever do Estado e um direito de todos.
Emanuel Pinheiro, que já foi até professor de Direito, deveria saber disso há um bom tempo ou, como professor foi um mestre deficiente, ou, como prefeito, um gestor com a capacidade decisória toldada pela incompreensão do funcionamento do sistema de saúde.
Menos mal que tenha interposto um recurso buscando apoio judicial à sua contrariedade numa reação oposta à da prefeita de Várzea Grande que acatou logo a medida e tratou de pô-la em execução para preservar a saúde dos cidadãos várzea-grandenses.
Os cuiabanos que aderiram nas primeiras semanas às restrições propostas pela Prefeitura da capital não tardaram a desobedecer, notadamente os proprietários de estabelecimentos comerciais, com o justo receio das incertezas sobre as perspectivas de continuar ou não na atividade.
Pode até ser compreensível.
 Incompreensível, mesmo é a atitude dos cidadãos que, mesmo recebendo o auxílio emergencial para evitarem a propagação do vírus mediante grande circulação de pessoas, preferiram receber o dinheiro pago pelo Governo e se manterem em circulação, fazendo aglomerações, desrespeitando regras de distanciamento e sem usarem máscaras corretamente.
O preço da indisciplina e da ausência de autoridade para fazer cumprir o que estava decretado está sendo cobrado agora com o aumento do número de mortes provocadas pela doença e o duro golpe na sistema de saúde à beira de um colapso.
SE VOCÊ TEM CONSCIÊNCIA FIQUE EM CASA E DÊ EXEMPLO AOS SEUS FILHOS E ÀS PESSOAS QUE LHE SÃO PRÓXIMAS E PELA PROTEÇÃO À SOCIEDADE EM QUE TODOS VIVEM.
SÓ DEIXE A RESIDÊNCIA CASO NECESSITE DE AJUDA MÉDICA, FARMACÊUTICA, SERVIÇOS HOSPITALARES OU PARA AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS OU COMBUSTÍVEL.
E SE SAIR, LAVE AS MÃOS COM FREQUÊNCIA OU FAÇA A DESINFECÇÃO COM ÁLCOOL EM GEL.
USE MÁSCARA COBRINDO A BOCA E O NARIZ.
PROTEJA-SE!
E O TRIBUNAL DE JUSTIÇA, POR DECISÃO DO DESEMBARGADOR RUI RAMOS RIBEIRO, NEGOU O AGRAVO DE INSTRUMENTO INTERPOSTO PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ E, COM ISSO, ESTÁ MANTIDO O ISOLAMENTO RADICAL, TANTO NA CAPITAL DO ESTADO QUANTO EM VÁRZEA GRANDE QUE JÁ ESTAVA EXECUTANDO A MEDIDA DECORRENTE DE DESPACHO DO JUIZ JOSÉ LEITE LINDOTE, DA VARA ESPECIALIZADA DE SAÚDE PÚBLICA.
E A POLÍCIA MILITAR, POR DECRETO DO GOVERNADOR, INCUMBE AUXILIAR OS FISCAIS DOS MUNICÍPIOS NO CUMPRIMENTO DAS MEDIDAS DE ISOLAMENTO RADICAL.

Localização

Av. Historiador Rubens de Mendonça 1731 - Bosque da Saúde
CEP: 78050-000
Fone: (65) 3642-3947
contato@radioconti.com.br

Sitevip Internet